sexta-feira, 19 de setembro de 2014

C&A é Condenada a pagar indenização por Cópia de Bolsas do Designer Gilson Martins.

Gilson Pereira Martins e G Blues Indústria e Comércio Ltda. Ajuizaram ação Indenização em face de C&A Modas Ltda. Ele é designer de varias criações,  dentre elas as bolsas formato de boca e de sandália, cujo seu trabalho é reconhecido em publicações jornalísticas de seu trabalho e pelo seu registro promovido na Escola de Artes.

A rede de lojas C&A foi condenada pelo Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJ-RJ) a indenizar em R$ 15 mil, a título de danos morais, o designer de bolsas Gilson Martins por cópia de produtos criados por ele.

Segundo informações do tribunal, a decisão em segunda instância alterou o valor da indenização estipulado anteriormente em R$ 30 mil. De acordo com desembargadores da 4ª Câmara Cível, a redução no valor indenizatório procura “evitar o enriquecimento sem causa e para se adequar aos princípios da razoabilidade e da proporcionalidade”.

Na ação, que teve início há mais de cinco anos, o designer alega que a rede de lojas de departamentos copiou e vendeu a preços mais baixos seis modelos de bolsas criados por ele. Entre eles estão os que têm formato de boca e de chinelo de dedo, que possuem registro de direitos autorais na Escola de Belas Artes.

Para o relator do processo, desembargador Reinaldo Pinto Alberto Filho, diante das provas dos autos, conclui-se que os modelos de bolsa criados por Gilson Martins possuem características e detalhes próprios e a prova pericial mostrou que reproduções estavam sendo comercializadas pela ré. “Assim, impede reconhecer a violação dos direitos autorais do primeiro demandante, configurando danos de ordem moral e material”, destacou o magistrado. A decisão foi unânime.

Procurada, a assessoria de imprensa da C&A informou que já entrou com recurso contra a decisão “no tribunal competente”. Leis e Negócios também procurou o designer que, até o fechamento desta matéria, preferiu não se pronunciar sobre o caso.






quarta-feira, 17 de setembro de 2014

Confira alguns erros básicos de moda que devem ser evitados.

Ao pegar uma peça no guarda-roupa, é importante avaliar para qual evento será usada e qual o motivo de ter sido escolhida.

VEJA OS ERROS QUE DEVEM SER EVITADOS QUANDO O ASSUNTO É MODA (FOTO: THINK STOCK


1. VESTIR CAMISETA DE BANDA SEM CONHECER A BANDA
É legal e estilosa, mas se você não conhece pelo menos uma única música do grupo, troque de roupa, recomenda a Marie Claire americana. Imagine se uma pessoa se aproxima para começar uma conversa sobre o álbum mais famosos deles de dez anos atrás.

2. NÃO RESPEITAR O LIMITE DE SALTO ALTO
Todas as mulheres têm um certo limite de altura quando o assunto são os saltos. Se você sente que precisa se esforçar muito para se equilibrar quando anda da sua mesa de trabalho até o toalete, más notícias.

3. USAR LOOK SENSUAL EM TODO LUGAR
Uma roupa que não é apropriada para você usar em um jantar com a família do seu namorado também não será ideal para ir ao trabalho. A não ser que você tenha um emprego muito despojado, prefira a discrição.

4. COMPRAR SÓ PORQUE É DE ESTILISTA FAMOSO
Nem sempre adquirir por um alto preço a última peça de um estilista badalado vai valer a pena. Avalie se você poderá usá-la novamente e se realmente tem um bom caimento em seu corpo. Preço e valor são coisas diferentes.

5. SEGUIR TENDÊNCIAS CEGAMENTE
Nem tudo o que está na moda vai ficar bem em você. Tente sempre adaptar ao seu estilo próprio e ao seu corpo.

6. FICAR ESTILOSA SÓ PARA MOSTRAR NO INSTAGRAM
Todo mundo quer sair bem na selfie e mostrar seu estilo próprio na rede social. O problema é quando a intenção é sempre mostrar para os outros. Use a moda a seu favor para se sentir bem consigo mesma.

7. NÃO SE SENTIR SEGURA
No final das contas, o que importa é usar a roupa com segurança com a certeza de que você está linda. Expresse a Beyoncé que há dentro de você.

quinta-feira, 11 de setembro de 2014

Estudantes desenvolvem esmalte que detecta ‘Boa Noite Cinderela’ em bebidas.

Com uma simples mexidinhas no drinque com o dedo o esmalte ‘Undercover Colors’ é capaz de detectar substâncias adicionadas às bebidas como o ‘Boa Noite Cinderela’. Desenvolvido por um grupo de estudantes de engenharia da da Universidade da Carolina do Norte (NCSU), a novidade tem como objetivo proteger vítimas do famoso golpe do envenenamento em festas que muitas vezes termina em roubo ou estupro.




O esmalte leva em sua composição um produto capaz de mudar de cor quando em contato com Rohypnol, Xanax ou GHB, substâncias que costumam ser usadas para deixar as pessoas inconscientes para a prática de atos violentos e de abuso. Para verificar se a bebida está ‘contaminada’ o usuário do produto tem apenas que encostar a unha discretamente na bebida e esperar alguns segundos para verificar se houve a mudança de cor.
O produto ainda não chegou ao mercado e por enquanto seus criadores estão procurando investidores interessados em apostar na inovação. Mas alguns protótipos já estão sendo criados dentro da própria universidade com resultados satisfatórios. O fato da solução encontrada de ser um esmalte restringe um pouco o público, já que nem todos os garotos gostam de usar esse tipo de adereço e a prática do envenenamento seguido de roubo ou abuso de maneira alguma se restringe a mulheres. Mas mesmo assim não dá pra negar que a ideia é bem original.

terça-feira, 9 de setembro de 2014

Barbie lovers: Patricia Bonaldi se junta a Mattel e C&A em nova coleção da rede de varejo.

Imagem da Collection PatBo Barbie para C&A ©Divulgação.


A nova coleção da C&A em parceria com estilistas traz uma novidade. Além de se unir a PatBo, segunda marca de Patricia Bonaldi, a rede de varejo se junta à Mattel, fabricante da Barbie. Ainda não há muitas informações, mas já se sabe que a linha é composta por roupas, sapatos, bolsas e acessórios. Os preços variam de R$ 69,90 (top) a R$ 299,90 (vestido bordado). Pelo material de divulgação, parece que haverá também modelos infantis.

O coquetel de lançamento e a pré-venda da Collection PatBo Barbie para C&A acontecem nesta quinta-feira (11.09) na loja do shopping Iguatemi, em São Paulo.
Esta é a primeira vez que a C&A faz parceria com uma fabricante de brinquedos no projeto “Collections”, mas já é a segunda linha assinada por Patricia Bonaldi para a rede. No fim de 2013, a PatBo lançou uma coleção de festa com a varejista.




quinta-feira, 4 de setembro de 2014

Fashion Law - Direito da Moda, assunto do Programa Direito.com.

Direito da Moda ou Fashion Law, foi o assunto do Programa Direito.com. Do luxo das grandes grifes a pirataria. Tive a honra de dividir o assunto com Dr. João Ibaixe e Fernando Zelman.

A Moda e seu mercado, desenvolvendo relações mais complexas, precisam de normatização, principalmente na esfera da proteção da imagem e das criações autorais. Com o aumento de investimentos, ações e estratégias, o mundo da Moda não pode mais funcionar de maneira amadora, sem a proteção adequada de leis, contratos e dispositivos jurídicos adequados a evitar discussões e litígios. E estes já começam a surgir de modo cada vez mais perceptível.