segunda-feira, 28 de abril de 2014

PLÁGIO: ADRIANA DEGREAS EXIBE CRIAÇÃO DE OUTRA ESTILISTA EM DESFILE DO SPFW.



 A peça criada por Marita, no projeto "Objeto de Vestir", e a cópia, desfilada por Adriana Degreas no SPFW. Coincidência é uma coisa. Plágio é outra. Pois o caso de que tomei conhecimento, logo após o SPFW, está longe de parecer só uma sincronicidade do destino. Um das peças apresentadas no desfile de Adriana Degreas, uma armação de saia vazada (com a qual até brinquei, dizendo que poderia ser útil para afastar encoxadores), é, na verdade, uma cópia deslavada do trabalho desenvolvido por Marita de Dirceu dentro do projeto Objeto de Vestir. Marita tem um estúdio com foco na Corseteria e estruturas, atende um público voltado para roupas de festa e noivas. "Sou engenheira civil de formação, mas freqüentei a Esmod – primeira escola de moda que veio para o Brasil. Fui a última assistente do costureiro Markito no começo dos anos 80 e também fui assistente do Conrado Segreto por quase 3 anos, no começo de sua carreira , dentro da marca Diivon. Passei por algumas marcas antes de iniciar meu trabalho nos anos 90 , inclusive pela Huis Clos", conta Marita. Na revista Elle, de dezembro de 2013, as peças de seu projeto "Objeto de Vestir" foram assunto de um editorial, tanto na versão no corpo, como roupa, e fora do corpo, como objeto. O trabalho de Marita também poderá ser visto a partir desta semana na revista What About Mag. Marita está nos editoriais, mas não faz parte da patota dos desfiles. A designer relatou que ficou chocada ao ver sua criação na passarela da Degreas, copiada sem que houvesse nenhum tipo de contato da marca com ela. Para quem quiser conferir os originais, o ateliê de Marita fica em Pinheiros, em São Paulo, na Rua Mourato Coelho, 217, conj. 01. Vergonha alheia define, né Degreas? Era só procurar o ateliê, pegar as peças, produzir por ali, dar o crédito. Seria muito mais bacana... Em vez disso, vai lá, copia, e faz a criativa? Não, né? O outro lado: procurada, Adriana Degreas negou o plágio. "Eu não tenho que explicar pois quem acompanha meu trabalho sabe que sempre teve e tem muita personalidade. Muitas referencias de lingerie em muitos livrosantigos de pesquisa aparecem com referencias de ancas e crenolin . Não pesquiso trabalho alheio , muito menos de Marta De Dirceu. Inclusive olhando agora vossa referencia , encontrei semelhante em blogs de moda e que não são de autoria de Marita." Mas a gente ficou sabendo também que a stylist da Degreas a pegou essa peça emprestada... fotografou e devolveu... semanas antes do desfile. Tudo coincidência.

para ver mais acesse http://entretenimento.r7.com/blogs/blog-da-db/plagio-adriana-degreas-exibe-criacao-de-outra-estilista-em-desfile-do-spfw-20140407/

quinta-feira, 24 de abril de 2014

4 tendências da Semana de Moda de Nova York.

A Semana de Moda de Nova York terminou na última quinta-feira, 13, mas a temporada de desfiles ainda não. Confira quatro tendências que vão pegar na estação. Lenços e Cachecois. Tommy Hilfiger, Thakoon e Prabal Gurung apostaram em lenços e cachecóis, dentro e fora dos casacos. Aqui o truque é deixar o pescoço coberto e então dar um nó. Maxicasacos. Agora é a vez dos casacos ganharem tamanho oversized, como vimos na passarela de Helmut Lang, Victoria Beckham e Derek Lam. O styling da vez deixar a cintura marcada. Nova alfaiataria. Renove seu guarda-roupa do trabalho com um visual mais larguinho, como o terno da Helmut Lang e o maxicolete de Victoria Beckham. Combinado com tênis, o combo casaco e calça fez sucesso na passarela da Lacoste. Em tempo: Na Proenza Schouler os blazers ganharam ombros arredondados. Tricô. As passarelas de Helmut Lang, Tommy Hilfiger e Zimmermann apostaram no tricô versão oversized, assim como o casaco. Invista na gola rolê que aquece bem o pescoço, além de alongar.

quinta-feira, 17 de abril de 2014

Segundo o site r7, Anita "Rouba"a idéia de Vanessa Camargo.

Você já reparou como a Anitta faz hoje o que a Wanessa (ex-Camargo) vem fazendo já há algum tempo? Guardadas as devidas proporções, é exatamente a mesma coisa. A grande diferença é que Anitta tem origem no funk e Wanessa sempre procurou ser pop. Nos últimos anos, a filha de Zezé segue essa linha mais dance music, com roupas um pouco mais provocantes, coreografias, dançarinos e também buscando mostrar sensualidade. Anitta chegou a arrebentou exatamente com a mesma fórmula, só que com alguns ingredientes a mais: deu uma apimentada na sensualidade, usa todo o lado mais "erótico" do funk carioca e também é muito mais nova, o que ajuda bem. Sem contar que chega com cara de novidade, artigo que Wanessa não tem mais. A grande questão musical de Wanessa é que ela não conseguiu exatamente se firmar no cenário dance com um grande hit. Para complicar mais ainda, seu último disco é todo cantado em inglês, o que não é um defeito mas não ajuda a conquistar o mercado brasileiro. Enquanto isso, Anitta pisa fundo nas letras em português, se conectando diretamente com o mercado nacional e tomando conta das rádios. Anitta faz hoje o que Wanessa tem buscado há anos. Sorte de uns, azar de outros.

quarta-feira, 16 de abril de 2014

9a. Circuito de Moda e Arte em Galeria Olido.

Ontem dia 14 de Abril, realizou -se o Coquetel da exposição e lançamento de catálago "Tributos aos Estilistas Brasileiros" no 9a.Edição do Circuito$ de moda e Arte, na Galeria Olido. Esta ação promovida junto ao Circuito , trata-se de um projeto desenvolvido por novos talentos da moda brasileira, formados pelo SENAC Lapa Faustolo, dos cursos “Técnico em Estilismo e Coordenação de Moda”, “Técnico em Produção de Moda” e da “Pós-graduação em Criação de Imagem e Styling de Moda”, cuja proposta visa homenagear os principais nomes de nossa moda. Parabéns a todos.